extração de proteína  Fazemos alimentos para animal nenhum botar defeito

PROTEÍNA DE INSETOS


A população mundial cresce e, consequentemente, a procura por alimentos também. Além disso, os hábitos alimentares estão em constante mutação. Com isso, o consumo de peixe aumentou substancialmente, em relaçāo ao crescimento da população mundial. Em 1960, o consumo de peixe per capita no mundo era de 10 kg. Em 2012, de acordo com a FAO, já de 19 kg, em média.
Entretanto, quase metade da pesca baseia-se na aquicultura ou aquafarming – que, na verdade, é uma prática que garante a segurança alimentar e sobretudo previne a sobrepesca nos mares em todo o mundo. Contudo, para a alimentação de peixes de viveiro é usada a farinha de peixe. Como consequência da produção de farinha de peixe, há um aumento da captura de espécies de peixes, como por vezes a anchova peruana, que já é pescada em excesso. Assim, 31,4% das populações de peixes em todo o mundo já são pescadas em excesso e 58,1% já são pescadas até ao limite.* Muitas pisciculturas também causam danos ambientais, por exemplo, através da utilização de produtos químicos e antibióticos. Com a construção de sistemas de cultivo em grande escala, em muitas áreas também foram reconhecidos habitats valiosos. Assim sendo, a farinha de peixe como uma fonte de proteína para ração animal não é somente uma preocupação ambiental, como está cada yez mais escassa e, portanto, mais dispendiosa.

Com o apoio de ciência, a Maschinenfabrik Reinartz procura criar mais possibilidades inovadoras para a obtenção de rações através de processos de prensagem, como a produção de rações concentradas a partir de proteína de insetos.

As proteínas com base em larvas de moscas são uma alternativa ideal à farinha de peixe na indústria de rações para animais.
A partir das larvas da mosca soldado negro (Hermetia illucens) obtém-se uma farinha de alto teor proteico. Testes extensivos demonstraram que a farinha de insetos é um bom substituto da farinha de peixe. Depois de processar as larvas de mosca secas, a farinha de insetos apresenta um teor de proteínas de mais de 62%.
Devido aos curtos ciclos de vida dos insetos, a duração da criação é breve e a produção requer pouco espaço. Adicionalmente, as moscas soldados alimentam-se de resíduos alimentares da compostagem e de adubo. Portanto, asseguram também menos desperdício, reduzindo assim o problema da muitos agricultores com a destinação de resíduos. Inclusive a Organização Mundial Naturland e.V. já certificou a farinha de insetos como ração biológica para animais.
Há muitas razões para u utilizaçāo de farinha de insetos como fonte de proteínas para ração animal. E a procura por proteínas aumentará aproximadamente 50% até 2050 – uma lacuna que, com a farinha de insetos, pode ser resolvida facilmente e, acima de tudo, de forma amigável ao ambiente.

A Maschinenfabrik Reinartz, com as suas extrusoras de parafuso de alta qualidade, apoia a inovadora tecnologia de fabricaçāo eficiente de farinha de insetos – desde o desengorduramento mecânico até a produção de proteínas.

*Fonte: Relatório SOFIA 2016 da FAO
INUS-Netzwerk

PRENSA TP 04

TP04A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 04 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 1.800 mm
Largura 500 mm
Altura 800 mm
Peso líquido 400 kg
Potência 4 kW

PRENSA TP 07

TP07A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 07 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 1.900 mm
Largura 600 mm
Altura 1.100 mm
Peso líquido 900 kg
Potência 7,5 kW

PRENSA TP 15

TP15A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 15 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 2.700 mm
Largura 700 mm
Altura 1.200 mm
Peso líquido 2.000 kg
Potência 15 kW

PRENSA TP 22

TKV22A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 22 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 3.200 mm
Largura 890 mm
Altura 1.220 mm
Peso líquido 2.600 kg
Potência 22 kW

PRENSA TP 30

TP45A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 30 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 3.630 mm
Largura    890 mm
Altura 1.220 mm
Peso líquido 3.000 kg
Potência 30 kW

PRENSA TP 55

TP45A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 55 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 5.240 mm
Largura 1.470 mm
Altura 1.800 mm
Peso líquido 9.200 kg
Potência 45/55/75 kW

PRENSA TP 90

TP45A extrusora de parafuso Reinartz modelo TP 90 é uma prensa para desengorduramento mecânico de larvas de mosca secas. A gordura prensada no coador é recolhida num tabuleiro instalado na base da estrutura da prensa.

A quantidade da torta de prensagem depende da matéria-prima prensada.

DADOS TÉCNICOS

Comprimento 6.000 mm
Largura 1.500 mm
Altura 2.300 mm
Peso líquido 21.500 kg
Potência 90/110 kW
Menu Title